Maldivas vs. Polinésia Francesa

Escolher um paraíso para aquela viagem inesquecível é uma decisão bem difícil. O mundo está cheio de maravilhas e destinos de tirar o fôlego, principalmente para quem busca ilhas paradisíacas e românticas no meio do oceano. Duas regiões fazem parte dos destinos mais escolhidos para lua de mel: Maldivas e Polinésia Francesa. E a grande dúvida surge. Mas afinal, qual é mais bonito? 

Antes de falar aqui qual seria o mais bonito ou mais bacana, vamos contar um pouquinho de cada um.

Crédito Foto: https://www.maldives.com/wp-content/uploads/2015/07/Velaa-Private-Island-Maldives.jpg
Crédito Foto: https://www.maldives.com/wp-content/uploads/2015/07/Velaa-Private-Island-Maldives.jpg

Leia também:

A República das Maldivas (mais conhecida como Ilhas Maldivas) é um pequeno país que fica no Oceano Índico, na Ásia, ao sudoeste do Sri Lanka e da Índia. É formado por 1.196 pequenas ilhas, mas apenas 200 são habitadas (aproximadamente), sendo que praticamente todas são hotéis. A capital do país é MALÉ, que é também a maior cidade. Tem aproximadamente 80 mil habitantes, quase 1/3 da população do país. Porém, a grande maioria dos turistas chegam nas Maldivas e vão direto para a ilha do seu hotel, ou seja, nem param para conhecer a capital.

maldives-cocoa-island-ariel-view1
Crédito Foto: https://thetinytravellerstopten.files.wordpress.com/2013/06/maldives-cocoa-island-ariel-view1.jpg

O idioma principal das Maldivas é o Divehi, mas por ser um país que vive de turismo, a grande maioria das pessoas falam inglês. A melhor época de visitar as Maldivas é entre os meses de novembro a março (estação seca). Lá faz calor o ano todo, porém, de abril a outubro é o período de monções. 

Crédito Foto: http://azure.luxresorts.com/media/2601545/Maldives_Hotels_Resorts_LUX_Maldives_Boat_Trip.jpg
Crédito Foto: http://azure.luxresorts.com/media/2601545/Maldives_Hotels_Resorts_LUX_Maldives_Boat_Trip.jpg

A viagem até as Maldivas é um pouco longa, e as melhores opções para chegar, via São Paulo, são através de três diferentes cias áreas: Emirates (conexão em Dubai), Etihad Airways (conexão em Abu Dhabi) e Qatar Airways (conexão em Doha). Chegando em Malé você precisa pegar um barco até o hotel, ou um hidroavião – dependendo da distância e necessidade.

Crédito Foto: http://www.tahiti.com/images1/gallery/HUH_Gallery11_1000x600_136.jpg
Crédito Foto: http://www.tahiti.com/images1/gallery/HUH_Gallery11_1000x600_136.jpg

A Polinésia Francesa – chamada pelos locais de “Tahiti e suas Ilhas” – é formada por um conglomerado de 118 ilhas e atóis divididos em cinco arquipélagos paradisíacos, no Pacífico Sul (Ilhas da Sociedade – onde ficam as famosas ilhas Bora Bora e Moorea; Marquesas; Austrais; Mangarevas e Tuamotu). De todas elas, apenas 12 ilhas têm infraestrutura para receber turistas. As outras são praticamente inabitadas e só podem ser alcançadas por embarcações particulares. A ilha do Tahiti, a maior, a mais populosa (250 mil habitantes), serve como porta de entrada para qualquer viajante que vá a Polinésia Francesa. Sua capital é Papeete.

polinesia-1
Crédito Foto: http://www.sensationswedding.com/site/images/polinesia_francesa/polinesia-1.jpg

O idioma oficial é o francês, mas muitos falam taitiano e claro, inglês por ser um destino mega turístico. A melhor época para visitar às ilhas da Polinésia Francesa é no período da estação fresca e seca, de maio a outubro. A estação quente e chuvosa vai de novembro a abril, esse é o período chuvoso e com possíveis furacões. Os meses com mais chuva são de Dezembro a Fevereiro.

Do Brasil, a melhor maneira de chegar ao Tahiti é de Latam via Santiago do Chile, saindo do Rio ou São Paulo. No entanto, a frequência dos voos Santiago – Papeete é semanal. O tempo de espera em Santiago costuma ser enorme, por isso muitas vezes o melhor é passar a noite em Santiago e partir no dia seguinte. Também dê uma olhada nos voos da American Airlines via Los Angeles, em parceria com a Air Tahiti Nui e da Air New Zeland por Buenos Aires e Auckland. Como todos os voos internacionais chegam no aeroporto de Papeete (PPT) geralmente em horários muito ruins, no final do dia ou de madrugada, é preciso dormir em Papeete para partir para as ilhas de sonho no dia seguinte ou pegar um day use em algum hotel para se preparar para a volta.

Crédito Foto: http://www.tahiti.com/images1/gallery/BOBITS_Aerial3_1000x600_29646.jpg
Crédito Foto: http://www.tahiti.com/images1/gallery/BOBITS_Aerial3_1000x600_29646.jpg

Agora vamos para a parte que interessa: definir qual destino é o melhor! Bom, já podemos adiantar que escolher um é uma tarefa bem complicada, já que ambos são paraísos que com certeza você terá as melhores lembranças de viagem (e fotos de porta retrato). Mas vamos trazer aqui alguns fatos para te ajudar a concluir qual é o melhor destino para você:

A viagem: ambos os destinos são longe. Para as Maldivas, voando de São Paulo, você precisa pelo menos pegar 02 voos e se preparar para uma viagem de no mínimo 21hrs, enquanto a Polinésia Francesa, você pega pelo menos 02 voos e terá viagem que durará no mínimo 24hrs.

A estrutura: nas Maldivas você vai ficar praticamente no hotel, e ele está isolado em uma ilha. Já nas ilhas da Polinésia Francesa, como Moorea e Bora Bora, todos os hotéis estão em uma mesma ilha, com montanhas e um mínimo de uma vila (cidade onde os locais moram).

A beleza: As Maldivas são como aquelas ilhas que você imaginava nos sonhos: areia branca, água azul transparente, vegetação muito verde e nada mais. Lindo, isolado, paradisíaco. O paraíso da Polinésia Francesa é mais exótico, com atóis e ilhas vulcânicas envoltas por praias de areias brancas, lagoons com as mais variadas tonalidades de azul e recifes de coral com abundante vida marinha.

As atrações: Em função dos corais, a vida marítima na Polinésia Francesa é muito mais intensa, principalmente em Moorea. A variedade de peixes para ver e mergulhar é enorme, e você já começa a ver a beleza dos animais no próprio hotel. Nas Maldivas, você não vê muitos peixes já logo na saída do quarto (para quem fica em bangalôs na água), mas você tem a opção de passear para visitar os locais onde eles estão. Mas a variedade de passeios e atrações não se compara a todas as opções que você encontra nas ilhas da Polinésia.

O transporte: Como comentamos acima, nas Maldivas você escolhe um hotel e lá fica, por isso não existe transporte entre ilhas e nem visitações. O que muitas pessoas fazem é escolher dois hotéis e trocar de ilha durante a estadia. Já na Polinésia, ferries e aviões de linha transitam entre as ilhas, facilitando o turismo.

Os hotéis:  As Maldivas viraram um lugar super conhecido e turístico nos últimos anos, então os hotéis são mais novos e a variedade maior. Na Polinésia, você encontra excelentes redes hoteleiras, mas não tão novos e modernos. Em Bora Bora, por exemplo, não é permitido construir novos hotéis, porém os hotéis são reformados com freqüência – o mais novo está lá a 7 anos. Também por ser responsável por uma ilha inteira, nas Maldivas cada hotel tem muita estrutura, com variedades de restaurantes, atrações na praia, piscina, spa, etc. Acredito que essas são características que atraem mais famílias e, por isso, lá você encontra mais famílias do que em Bora Bora, por exemplo, que você vê muitos casais – principalmente em lua de mel.

Agora me diz se é fácil escolher entre um destino ou outro? Para mim a grande diferença está na interação com a vida marítima – para os amantes do oceano. Você quer acordar, mergulhar com peixes, passar o dia na água e fazendo mil passeios? Escolha a Polinésia Francesa. Agora se você quer  curtir um hotel, relaxar com a melhor estrutura e viver a vida de um paraíso no meio do nada, escolha as Maldivas. Em ambos os lugares você estará sim em um paraíso. Pode beliscar mil vezes que você não vai acreditar que é verdade, de tão lindo!

1 comentário

Leave a Response

EN PT