OS HOT SPOTS DE NY DURANTE A FASHION WEEK

A primeira semana de moda desta temporada nem acabou direito e já estamos com saudades de acompanhar as nossas fashionistas preferidas explorando a Big Apple. Como de costume, trouxemos informações quentinhas sobre os lugares mais bacanas que fizeram parte de alguns roteiros. Confira abaixo os hot spots em Nova York:

Public Hotel: Recém inaugurado, o Public surgiu com o conceito de ser um hotel que ofereça o mesmo glamour cinco estrelas de seus vizinhos, porém com preços que chegam a cair pela metade. Durante a semana de moda o hotel já foi o local de alguns eventos badalados, como a premiação das 500 pessoas mais importantes no mundo da moda pela empresa Business of Fashion.

The Peninsula New York: Localizado na esquina da Quinta Avenida com a Rua 55, o The Peninsula New York é um clássico da cidade, com sua arquitetura imponente. O hotel já recebeu prêmios importantes por treze anos consecutivos e foi eleito como um dos melhores hotéis do mundo pela revista Travel + Leisure.

11 Howard Hotel: Localizado no SoHo, o 11 Howard é um “Design Hotel,” com sua decoração inspirada no design moderno dinamarquês. O hotel conta com mais de 200 quartos, além de restaurante, biblioteca e bar. O local também propõe uma “hospedagem consciente”, onde parte dos fundos são revertidos para o programa de Combate a Pobreza Mundial.

The Plaza Hotel: Prestes a completar 110 anos, o Plaza Hotel é um dos grandes clássicos da cidade, reconhecido como um Marco Histórico Nacional dos Estados Unidos e da cidade de Nova York. Sua localização próxima ao Central Park já foi cenário para vários filmes e programas de televisão americanos.

The Knickerbocker Hotel: Inaugurado em 1912, o hotel foi um símbolo de luxo até seu fechamento, 15 anos depois. O prédio serviu como sede para escritórios até ser restaurado e voltar a ser o hotel “original” em 2015. O terraço do Knickerbocker oferece uma vista deslumbrante da Times Square.

1 Hotel Brooklyn Bridge: Escolhido como um dos top hotéis e resort para se hospedar em 2017 pelo New York Times, o 1 Hotel oferece conforto e elegância máxima, sem contar a vista única para a Brooklyn Bridge, que pode ser apreciada em dos rooftops mais badalados de NYC atualmente.

Cha Cha Matcha: Nova York vem se tornando popular quando o assunto é matcha (que nada mais é do que o cha verde em pó ou moído) e o Cha Cha Matcha nasceu para atender aos desejos dos new yorkers. Um dos donos deste estabelecimento, Matthew Morton, é filho de um dos fundadores do famoso Hard Rock Café e conta que a inspiração para o negócio veio de uma viagem para Uji, no Japão, onde aprendeu sobre a cerimônia do chá verde.

Café Select: É um dos restaurantes preferidos das fashionistas no SoHo. O Cafe Select quase passa despercebido por quem está na rua e por isso, faz parte dos “restaurantes secretos de Nova York,” que o deixa com uma vibe descolada. A decoração do local é toda retrô, com pouca luz, e a gastronomia tem influencia suíça, com pratos como o famoso fondue.

Le Bain: animado, bem frequentado e com um ambiente glamuroso. Assim fica difícil resistir aos encantos de um dos rooftops mais badalados de Nova York. A cobertura Le Bain fica no hotel The Standard, na região do Meatpacking, e é uma ótima opção para terminar um dia longo em NYC.

Cecconi’s: O famoso restaurante italiano Cecconi’s abriu recentemente mais uma unidade, desta vez no Brooklyn, de frente para a água. O local oferece para seus clientes uma vista privilegiada da cidade. Um restaurante moderno, com pratos sofisticados da gastronomia, abre todos os dias da semana para almoço e jantar, e aos finais de semana também oferece brunch.

Vesuvio Bakery: é um local de valor sentimental para muitas pessoas e se encontra no mesmo endereço desde sua abertura em 1920. Hoje porém, apenas a faixada da padaria é original, no lugar da antiga Vesuvio, se encontra a Bridbath Bakery, que restaurou a faixada e manteve o nome original do local.

Cafe Henrie: Um café no Lower East Side que virou ponto de encontro entre os nova-iorquinos mais descolados. A ideia veio do grafiteiro e artista, André Saraiva, proprietário do lendário clube parisiense Le Baron. O café tem décor retrô com direito a banquetas Jean Prouvé que eram da Escola de Medicina de Paris, parte da coleção particular de Saraiva.

By CHLOE: É, no mínimo, um restaurante charmoso. Sua estrutura lembra a de um café e trabalha com o objetivo de ensinar aos clientes uma nova maneira de consumo. Tudo servido no local é orgânico, vegano e preparado diariamente com ingredientes da estação. Perfeito para um almoço ou café da manhã.

Artichoke Basille’s Pizza: Um tradicional restaurante de família. Prestes a completar uma década de serviço, as pizzas do Artichoke são consideradas por muitos como as melhores na cidade.

Dumbo: D.U.M.B.O é um abreviação para “Down Under Manhattan Bridge Overpass” porque é a região de passagem que fica embaixo da Manhattan Bridge, com um visual espetacular de Manhattan! A região tem crescido muito e oferecendo cada vez mais atrações, tornando-se a queridinha de moradores e turistas.

Soho: um dos bairros mais queridinhos em NY, o SoHo, ou South of Houston, é uma região situada entre a Hudson Square, Nolita, Little Italy e Tribeca, no sul de Manhattan. Considerado um bairro pitoresco, com público majoritariamente jovem e com uma vibe ideal para quem curte moda e um pouco de agito a noite.

Chinatown: Chinatown vai muito além de esteriótipos e letreiros em chinês. O bairro que abriga a maior concentração de chineses fora do próprio país, é repleto de restaurantes e tem uma rotina bem agitada. Vale a pena conhecer o local e a cultura que é fortemente presente. Recentemente abriu um novo mercado de comida na região chamado de Canal Street que já é febre entre os locais.

Flatiron District: o bairro é uma área extremamente agradável para descansar e passear, pois o ritmo da região já não é tão frenético quanto em outras partes turísticas da cidade. É lá que fica o famoso Eataly, um complexo gastronômico dedicado a comida italiana, com restaurantes, mercados, cafés e escolas de culinária, além de outros restaurantes renomados.

Meatpacking District: Em 1900, o Meatpacking District era sede de 250 matadouros e instalações de embalagem, que foram reduzindo com os anos e restando apenas trinta matadouros. Hoje em dia, o bairro é conhecido principalmente pela sua glamourosa e vibrante vida noturna, com diversas opções de bares, restaurantes e boates.

Hell’s Kitchen: É um enorme caldeirão cultural: um bairro onde idosos, famílias, yuppies, criativos, gays e héteros convivem alegremente. O bairro costumava ser uma área ruim, mas hoje em dia chama a atenção pela abundância de barzinhos e restaurantes.

Central Park: Um verdadeiro clássico da cidade não poderia ficar de fora desta lista! Perfeito para caminhadas, piqueniques, prática de esportes e passeios culturais nos museus existentes na área, o central park nunca perde a graça e apresenta um encanto diferente em cada estação do ano.

Aire Ancient Baths: Com inspiração nas grandes e luxuosas casas de banho da Grécia e Roma antiga, o Aire Ancient Baths oferece uma experiência tradicional bem no coração da cidade . O local oferece uma sala aberta com banheiras de água quente, fria, salgada e banheiras de hidromassagem onde, no máximo 20 pessoas por vez, podem relaxar por até duas horas. O local também oferece outros serviços de spa.